domingo, 17 de outubro de 2010

Nada ou tudo a ver

Meio mudo porque estou mudando, em rota de mutação. Para algo melhor, penso eu. Se não for, não era, se não for não vai: fica assim.

---

Tá, começou o horário de verão. Tanto faz. Quando eu era bancário e saía exatamente às 18h15 do trabalho (com o tradicional "clanc" do relógio-ponto), até que era legal: atravessava a Redenção, chegava no Promenade e dava tempo de tomar um chimarrão com o pessoal (Paulo, Sílvio, Ivan, Márcia, Lola, Elenara, que turma boa) antes do anoitecer.

Mas passou, como tudo passa na vida. Tem gente que odeia, tem quem adore. O horário de verão - na verdade HORA brasileira de verão - é meio assim PT, uma luta entre extremismos! Ame-o ou deixe-o.

Como eu disse: tanto faz.

---

E alguém reclamando "mas quando o calor vai vir?". Talvez novembro-dezembro-janeiro-fevereiro-março de uma Porto Alegre escaldante não seja suficiente. Verão só é bom na praia, e olhe lá! Bom, tem gente que não se importa em destilar o dia inteiro no intenso labor. Vai de cada um.

A vida é feita de dicotomias, afinal: Grêmio ou Inter? Noite ou dia? Senna ou Piquet? Dilma ou Serra? Praia ou serra (de novo?)? Etanol ou gasolina? Vinho ou cerveja? Churrasco ou lasanha? Beijo na boca ou... bem, deixa pra lá, o beijo tá ótimo - se não for ótimo, não é beijo!

Enfim.

Um comentário:

blog da Paraguassu disse...

Oi, querido Rodrigo
Eu já diria que a vida é feita de escolhas. Às vezes, como disseste, dá certo; outras, não. Mas o que se há de fazer, senão viver como podemos, aquilo que podemos e esperar por um futuro calcado no que fazemos no presente, para termos maiores expectativas de que melhore. Um bom domingo para vocês. Grande beijo na Heleninha.
Tasso e Maria.

Pesquisar este blog