quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Rapidinha de hoje: não aguento mais ouvir falar em Marina

É só eu ou já não dá mais pra se ouvir falar em Marina Silva?

A conservadora e evangélica candidata do Partido Verde, petista histórica, assenhorou-se de todas as virtudes do mundo político num discurso bonitinho que, tirante a maquiagem que lhe foi dado, é tão cansativa ou mais do que o do PSOL, último bastião da moralidade na política brasileira.

Só que agora seus vinte milhões valem mais do que se ganhasse um real por cabeça - só a CPMF disso já me serviria. Serra pulou na frente para dizer que está com 51 % da preferência nas pesquisas (só que sobre os eleitores da verdinha Marina, insuficientes para suplantar Dilma).

Ambos gracejam gentilezas em direção a Marina. O CQC da Band (segundas, 22h) bem registrou isso.

Aliás, poderíamos cancelar o Jornal Nacional como programa oficial dos brasileiros e trocar pelo CQC - para quem não conhece, um "Pânico" feito por pessoas com cérebro, literalmente.

Pode apostar que bem menos "tiriricas" dariam-se bem por aí.

Ah, e que me perdoem as Marinas (as demais)!

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog