terça-feira, 29 de setembro de 2009

Coisas que passam (inclusive sobre a faixa de segurança!)

Túnel do Tempo

Embora eu não seja propriamente um viciado em Youtube, daqueles que garimpam vídeos irreais e saem por aí difundindo as descobertas via e-mail, gosto de buscar momentos que marcaram na tevê ou no cinema do passado e que hoje estão a um clique de mais uma exibição. Selecionei três desses momentos que sempre valem a pena rever!

Sem dúvida um dos clássicos do cinema é a performance de Ferris, imortalizado por Mattew Broderick  cantando "Twist and Shout", uma apoteose formidável! Graças ao Youtube podemos ver essa passagem a qualquer momento em http://www.youtube.com/watch?v=VNPp6x7j9I8.

Outra passagem musical dos filmes dos anos 1980, é a babá imperfeita Elizabeth Shue em Adventures in Babysitting - Babysitting Blues, filme de 1987 onde é obrigada a cantar um blues em meio a sua fuga de ladrões de automóvel. Simplesmente impagável. O bluesman é ninguém menos que Albert Collins. No Youtube está em http://www.youtube.com/watch?gl=CA&hl=en&v=h0rY3dn5kos&feature=related.

E a terceira passagem, para se manter no tema performances musicais em filmes, está em Crossroads (1986, do diretor Walter Hill), no memorável desafio entre Rasph Macchio e Steve Vai (na verdade, Vai com ele mesmo). Aliás, o diabo, Scratch, rouba a cena (o ator, Robert Judd, segundo o IMDB faleceu em 20/01/1986, antes do lançamento do filme que se deu em 14/03/1986!)! Podemos ver a cena completa, inclusive com o coro de negros, em http://www.youtube.com/watch?v=6CAJtu2nHLw, e a improvável vitória de Macchio!


Cidadania

A campanha da EPTC, em parceria com o grupo RBS, no sentido de se respeitar a faixa de segurança, é louvável. No entanto, o que incrivelmente pouco se fala é sobre as faixas mal ou indevidamente colocadas. Ouvi alguém por aí (uma autoridade, no rádio) dizer que Porto Alegre tem cerca de 6 mil faixas!

Tudo bem, algumas em ruas tranquilas que podem ser facilmente respeitadas, com faixas colocadas na frente de escolas, de travessias para cegos e et cetera! No entanto, há outras injustificáveis mas que, por palavras expressas do senhor secretário municipal dos transportes, devem ser respeitadas, ainda que causem transtornos ao trânsito e, o mais grave, obriguem o condutor a infringir a própria legislação de trânsito!!

São vários os exemplos na cidade, mas fiquemos num, só para ilustrar. Lima e Silva com República. Pois bem: vem-se pela Lima e Silva, sinal aberto no cruzamento com a República. Beleza! Só que passo a sinaleira e imediatamente após o cruzamento, há uma faixa de segurança onde pessoas fazem o tal sinal para atravessarem. Segundo o Secretário, sou obrigado a parar - eu e todos os demais carros que transitam ali no momento - no meio do cruzamento!! E então abre o sinal para os carros parados na República, que querem atravessar a Lima e Silva ou ingressar nela. Mas estou parado no meio do cruzamento, causando congestionamento e infringindo leis. Nesse meio tempo, porque são velhinhas atravessando, fecha o sinal para os que vêm pela República e abre para os que trafegam na Lima e Silva. Mas outros carros que atravessavam a Lima e Silva também precisaram parar na faixa de segurança que também tem após o cruzamento!!

Isso para não falar das faixas de segurança na esquina da Jerônimo Coelho com a Borges de Medeiros (qualquer um dos lados)! O carro que chegar ali as 8 da manhã fica até as 8 da noite, se for esperar parar de passar gente.

Porto Alegre não é Ijuí, onde se respeita a faixa de segurança fazendo com que até cães utilizem ela. Sei como é, morei lá cinco anos. Mas Porto Alegre não tem 80 mil habitantes!!

Tem certas campanhas que acertam pela intenção mas pecam pela total falta de bom senso!

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog