sábado, 1 de maio de 2010

Dezesseis anos depois

Lembro como se fosse hoje. Havia dormido na casa da então namorada (hoje esposa). Quando acordei, ela comentou que tinha ouvido que o Senna tinha se acidentado (isso era do tempo em que eu acordava pelo meio-dia, no domingo).

Liguei a tevê acreditando que fosse mais uma batida sem sentido, mas logo veio aquela confirmação do Roberto Cabrini.

Nunca tive Senna como ídolo. Eu era Piquet, dentro daquela eterna rivalidade que se tu és um não pode ser outro. Não foi algo que me emocionou, mas me surpreendeu.

A melhor imagem que vi nas homenagens post mortem da Globo (era de um tempo em que eu não tinha tevê a cabo) foi um clipe de imagens dele tocando ao fundo "My Way", interpretado pelo Sex Pistols:

"I've lived a life that's full
I traveled each and every highway
And more, much more than this
I did it my way"

Isso sim me emocionou!

---

Fosse vivo, Norberto Lacassagne Peres, meu avô, completaria creio que 104 anos. Nasceu no dia do trabalhador, nada mais verdadeiro. São dezessete anos desde sua morte, deixa saudades.

Em tempo: era o dia do ano em que os Peres se reuniam! A única chance de ver meus tios todos juntos!

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog