quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Adivinha um número par entre um e dois

Tão difícil quanto fazer a "adivinhação" do título da crônica é prever o "Avatar" de James Cameron.

Eu já anunciara que iria ver o filme tão somente pela curiosidade pela tecnologia 3D - e sinceramente, nem a tecnologia me empolgou tanto. Claro, é legal aquelas coisas parece que ao alcance da mão, toda a noção de profundidade que a terceira dimensão dá! Evidente.

Mas nota-se que é uma técnica que ainda deverá evoluir muito, e daqui a alguns anos estaremos dizendo "bah, lembra que tosco o 3D de "Avatar"?

Sobre o filme, mais previsível impossível. Quem se encanta pela história provavelmente nunca foi ao cinema na vida, tampouco assistiu filmes na tevê: o herói que precisa de um ressignificado, uma paixão aparentemente impossível, o comandante sem escrúpulos, o nativo que resiste à chegada do novato mas depois viram amigos, e por aí vai. Nada do que está ali é novo, e tenho certeza que nem pretenda ser.

Sendo o tipo do filme que andava riscado das minhas preferências, acabei cedendo em função da tecnologia 3D. Em película normal, é um filme sem nenhum atrativo, a não ser efeitos especiais!

Tendo superado o outro Cameron/Titanic em bilheteria, resta concluir que a galera adora efeitos especiais!

Sem considerar aquela questão de que muitos nem sabem por que vão assistir: o fazem porque tá todo mundo indo!

Voltemos ao cinema alternativo e o europeu!

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog