sábado, 9 de janeiro de 2010

Longe dos pagos...

Já ouvi de muita gente que o bom mesmo é ser europeu, ou ao menos morar por lá! Que lá é primeiro mundo e que não tem as frescuras daqui.

Um grande amigo, inclusive, que morou vários anos no exterior e de lá tem muitas saudades, volta e meia me municia com argumentos que deveriam ser pró-exterior mas acabam sendo contra. Por exemplo: nos Pub's londrinos não há comanda! O "bar" é o balcão no fundo do pub onde se servem as cervejas. Tu te levanta da tua mesa, vai até o balcão, pede uma bem gelada e paga! Sem essa de comanda! Como viver sem comanda e sua ilegal frase "na perda desta pagará a quantia de duzentos mangos"?

Existem culturas diferentes e é por isso que uma coisa é tão longe da outra. Tudo bem, estou simplificando. Mas vá morar no exterior e comer carne como comemos por aqui! Vá espetar esse costelão da foto lá no velho continente! Claro, se vocês que estiver lendo for vegetário, tudo bem, vive sem. Eu não sei se vivo e, sinceramente, nem quero descobrir.

Ah, a ignorância!


Um comentário:

blog da Paraguassu disse...

Mantive como amigo por muito tempo, um verdadeiro "filósofo": Sr. Ernesto Moser, proprietário do saudoso Restaurante Dona Maria que funcionou por dezenas de anos na Rua José Montaury, na nossa querida Porto Alegre. Passado o tempo, havia
chegado o momento da chamada renovação, quando assumiram os filhos
do Sr. Ernesto. Estes resolveram implantar o sistema da "comanda" que
referes em teu blog e que, neste caso, teve uma vida efêmera. Dois dias após, cessava o funcionamento
da tal comanda. Perguntei ao Sr. Ernesto, o porque do fato. E ele, o "filósofo" Moser, exercitando seu habitual gesto de quebrar palitos enquanto conversava, sentenciou: - Sr. Tasso, como fazer funcionar este esquema, se
os garçons não sabem
escrever e as cozinheiras não sabem ler?
Ele costumava dizer que,para os clientes, ele tinha três nacionalidades: era austríaco de nascimento, brasileiro por opção e
alemão de m..., quando não aprovavam o cardápio.

Teu pai e amigo, Tasso Peres.

Pesquisar este blog