domingo, 25 de outubro de 2009

Domingo de Grenal

Domingo de grenal é dia atípico, embora sempre tenhamos a impressão de que os grenais têm que ser aos domingos!

Presume-se o domingo perfeito em família, com coisas típicas do portoalegrense: Brique da Redenção, chimarrão, almoço em família, o sol a orquestrar os movimentos. Tudo em paz até as quatro da tarde, quando entram em campo nossas tensões!

Não tenho maiores prognósticos neste clássico que, segundo me disseram, é o de número 378. O Internacional, anfitrião, favorito por sua melhor posição na tabela, por jogar em casa e por ter (dizem, redizem, insistem) melhor grupo (do país do mundo da existência), vem com a confiança de seus torcedores abalada. É só conversar com colorados pelas ruas. Até os mais ardorosos convictos saem criticando o time de Lauro a Alecsandro, e o que não falar do Mário Sérgio.

O Grêmio, com o jeito carioca de ser de Autuori, vem como franco atirador. O próprio treinador gremista, que já tinha jogado a toalha, recolheu-a ante a, digamos assim, titubeada do Palmeiras em assumir a condição de favorito ao título. Desde o início do campeonato o tricolor persegue o G-4 (exatamente como o Inter, no ano passado), sem contudo atingir seu objetivo. Quando parece que chega perto, pá-pum, tem jogo fora de casa e a vitória é improvável. Vem sem Tcheco, o Grêmio, que para muitos é o grande desfalque, mas para mim é uma bela oportunidade de se livrar dessa nociva dependência.

Os mais cautelosos apontam para o empate, e aqueles que gostam de jogar com o coração alheio, falam em possíveis goleadas para ambos os lados. Grenal é, por regra, um jogo que pode tudo, e este mais uma vez confirma essa tendência!

Bom domingo a quem de direito!

***

P.S. (após o Grenal) - O Internacional venceu um dos piores grenais dos últimos tempos. Teria sido 0x0, e foi jogo pra isso, não fosse o frango monumental do goleiro gremista que toda a imprensa, pela simpatia que tem pelo jogador, está tentando justificar. Evidentemente, Victor tem crédito, e muito, com a torcida gremista, e nem mesmo essa falha num Grenal, que praticamente sepulta as chances tricolores no campeonato, poderá macular a imagem do jogador. Já do restante do time e do próprio treinador não se pode dizer a mesma coisa.

Já o Internacional renasce com a aproximação ao líder - e agora a ponta de cima embolou de vez: os cinco primeiros colocados com reais chances de serem campeões. Não dá pra dizer que o Inter mereceu ganhar ou perder, simplesmente "achou" a vantagem no início de jogo e dela não mais se desfez. Aliás, nenhum dos times mostrou qualquer condição de fazer qualquer gol que fosse. Jogo ruim mesmo.

A vida segue. Amanhã é segunda!

CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO 2009

1º Palmeiras 54

2º Atlético-MG 53
3º Internacional 52
4º São Paulo 52

5º Flamengo 51
6º Cruzeiro 48
7º Goiás  47
8º Grêmio 44
9º Vitória 44
10º Avaí 44
11º Corinthians 42

12º Barueri 41
13º Santos 41
14º Atlético-PR 39
15º Coritiba 37
16º Santo André 32

17º Náutico 32
18º Botafogo 32
19º Sport  29
20º Fluminense 27

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog