quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Lei, futebol, cinema...

Alterações na Lei

Anuncia-se que foi aprovado no Senado projeto de lei que altera dispositivos na Lei 8.245/91 (a chamada "lei do inquilinato). Destaca-se que, pelo projeto, passaria a ser possível a locação sem a garantia de fiador, caso o locador concorde.

Há outras alterações, principalmente no que se refere ao despejo. Mas me detenho nesse anúncio do fiador: como se a lei anterior obrigasse o oferecimento de garantia!

Ora, a garantia á locação, na qual o locador pode exigir ou fiança ou seguro-fiança ou ´caução sempre foi uma liberalidade do proprietário do imóvel. É óbvio que, quando ele não requisita uma dessas garantias - e elas sempre são alternativas, jamais podem ser cumuladas, ninguém mais vai obrigar o locatário a apresentá-las!

Eu gosto dessas chamadas para "novas leis": disciplinam o óbvio que já vinha inserido na lei antiga! Cheguei a ler num saite que a nova lei acaba acaba com essa obrigação! Ora, não acaba: se o locador exigir a garantia, irá tê-la. Se a dispensar, por liberalidade, segue o baile, como inclusive hoje ocorre.

Futebolísticas

Em noite de futebol na reta final do campeonato, o Grêmio jogando em casa e com um a menos desde os 32 do primeiro tempo, fez um 3x1 no Avaí sem sustos: dois gols de contra-ataque no segundo tempo minaram as pretensões modestas do time catarinense no jogo, que pouco ou nada assustou. Ainda marcou um gol como se isso significasse alguma esperança. A sorte do jogo já estava selada. Mário Fernandes saiu do jogo como a grande afirmação do ano!

Já o Inter, na espinhosa tarefa de encarar o São Paulo que descobriu que pode ser tetra-campeão, acabou sendo derrotado por 1x0 com um gol no apagar das luzes do primeiro tempo, feito por Washington. Não vi o jogo, dizem que o colorado jogou bem e não merecia perder - algo mencionado inclusive por dirigente são-paulino à saída do jogo. Termina a rodada ainda dentro do G-4, graças à perda de invencibilidade do Flamengo. Tem que se cuidar para não perder essa condição.

Restam seis rodadas, um tiro curto: nada que uma mobilização da dupla, combinado com resultados - pois nenhum deles depende de si para chegar aos seus objetivos maiores - que, se generosos, podem até surpreender. Eu, como gosto de futebol, torço por essas surpresas, mas quem disse que surpresa tem que ser boa?

Quinta é dia de cinema!

Tô com curiosidade de assistir o francês "Algo que Você Precisa Saber", que conta a história da família Cellier. Basicamente, é uma família como qualquer outra: são todos loucos (não sei por que isso me interessa...rss). A matriarca passa seu tempo falando mal das filhas e de seu marido aposentado; o filho mais velho é um empresário mal-sucedido; a do meio é uma artista depressiva e a mais nova é a enfermeira que tenta salvar sua família lendo o futuro nas cartas! Tudo muito normal até aparecer Jacques e mudar a "harmonia" familiar.

Estava passando no Guion Center 2 na semana passada, mas não garanto nada! Para variar, vou ter que depois cavocar as locadoras para assistir o DVD!

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog