terça-feira, 17 de novembro de 2009

Curtinhas

Eleições da OAB

Reelegeu-se, com larga margem, o atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Cláudio Lamachia. Concorria com Mathias Naigelstein e Leonardo Kauer Zinn. Ficou com 80 % dos votos válidos, composto de pouco mais de vinte mil advogados votantes, dentre praticamente o dobro de habilitados.

É um resultado que o credencia, sem dúvida, mas ao mesmo tempo que põe sobre os ombros dos detentores do poder enorme responsabilidade. Agora resta esperar que as promessas de campanha não sejam só promessas e que os feitos aclamados até aqui prossigam sem ônus para a classe.

Ao contrário, que vem os bônus!

Selecinha

Hoje é dia de selecinha, de almoçar com a canarinho para quem curte o escrete nacional. Amistoso contra Omã - nenhum atrativo senão depositar os olhos na tevê dentre uma garfada e outra. E se a comida for mesmo muito boa, fica-se só com o áudio da tevê!

Dunga termina o ano em alta e credenciado como favorito à Copa do Mundo na África do Sul. Aliás, grande África nisso! Quando é que a selecinha não entra como favorita na Copa do Mundo? Isso acontece a cada quatro anos, é que o povo tem pouca memória mesmo.

Como felizmente desse mal não sofro - me libertei de torcer para os emigrantes brasileiro em 1985 - o jogo de hoje me passará batido. Talvez não tão batido, já que estou aqui falando nele. Mas enfim, tenho esse espaço justamente para falar de alguma coisa. Qualquer coisa.

Política

A política anda meio calma, embora ainda esteja em ebulição o apagão da semana passada, que todos avidamente procuram transformar em fato político.

Aliás, nada mais conveniente já que a candidata da situação é justamente egressa do Ministério de Minas e Energia! Claro que combatida pelos meios de imprensa, hã, de oposição - oposição nos últimos oito anos, situação em outos vinte.

Na aldeia, as vitórias políticas da governadora fazem todos esquecerem os pufes com dinheiro público. Até o início da propaganda política, silêncio total! E com aumento na carreira inicial do magistério o que, avise-se desde já, acarretará um sem-número de ações judiciais visando isonomia.

Como diz a música, "ora viva, chegou a enchente, vai trazer trabalho pra gente"!

Enfim.

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog