sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Inteligência

Recebi um e-mail desses que se recebe à torto e à direita desde que se inventou o correio eletrônico. Trata-se de um pretenso alerta sobre a tal "pílula do estupro", que consistiriam no fictício "Progesterex" que, colocado nas bebidas de incautos nas baladas, levariam às vítimas para serem estupradas em motéis. No outro dia, paralisia dos membros inferiores, amnésia e provocação de aborto garantiriam a impunidade dos agressores, pois evitaria a gravidez que os denunciaria - como se não existisse DNA!

Uma simples pesquisa no Google basta para ver que esse produto simplesmente não existe! O próprio e-mail é inverossímel. Aliás, textos dessa espécie se caracterizam por serem extremamente superficiais: enumeram fatos sem nenhum tipo de dado para conferência, sem nenhum dado que empreste seriedade de comprovação!

Como aqueles que induzem a uma pirâmide da sorte: repasse este e-mail para vinte pessoas que, em duas semanas, receberá um valor considerável em sua conta! E essas mensagens sempre fazem menção a pessoas que repassaram o e-mail e foram agraciados com generosas quantias, na casa das dezenas de milhares de reais! Trabalhar para que, se dá para ganhar dinheiro mandando e-mail?

Mas o que mais me impressiona mesmo é como tem certas pessoas que acreditam piamente nessas coisas. Ou simplesmente repassam a mensagem no tipo "não custa nada, vai que é alguma coisa"! Até porque há inclusive ameaças que coisas ruins acontecerão se a corrente não seguir adiante! Bom, me orgulho de ser um grande quebrador de correntes na net, e até agora não caiu nenhuma vaca na minha cabeça enquanto eu andava na rua!

E-mails desse tipo, sem dúvida, ofendem nossa inteligência. E, sinceramente, denunciam outras tantas por aí que, ao que parece, não são tão inteligentes assim.

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog