domingo, 6 de dezembro de 2009

Houve uma vez um verão

Um dos filmes marcantes da minha adolescência foi o excelente "Summer of'42", no Brasil traduzido para "Houve uma vez um verão".

O filme conta a história de três adolescente que vão passar o verão de 1942 numa pequena ilha da Nova Inglaterra. Lá, entre a busca da iniciação sexual e filmes de guerra no cinema, um deles, Hernie, conhece e se apaixona por uma jovem e linda mulher, casada com um militar que aguarda sua convocação para a II Guerra Mundial.



O filme apresenta vários momentos marcantes como, por exemplo, a seqüência em que os três amigos, ao folhearem um livro sobre sexo, traçam planos sobre como deverão agir com as garotas que, como eles, encontram-se de férias na ilha, ou o momento em que Hermie se mostra confuso, diante do farmacêutico, ao tentar comprar uma caixa de preservativos e, principalmente, as cenas que se sucedem na casa de Dorothy, após esta tomar conhecimento da morte do marido, nas quais os dois protagonistas não trocam uma única palavra.

Após receber o comunicado da morte do marido, Dorothy bebe uma garrafa de whisky e chora. Com certeza, ela não se acha em seu estado normal. É difícil imaginar o que se passa por sua cabeça. Talvez ela precise de colo e Hermie seja a única pessoa presente em condições de confortá-la.

No dia seguinte, ela deixa a ilha e eles nunca mais se vêem. O filme conta com a narração em off do próprio Hernie muitos anos depois. O bilhete deixado por Dorothy é comovente: "Não tentarei explicar o que aconteceu ontem à noite, pois sei que, com o tempo, encontrará a melhor forma para se recordar daquele momento. Eu me lembrarei de você e rezarei para que seja poupado de tragédias. Desejo-lhe apenas coisas boas. Para sempre, Dorothy".

Há relatos daqueles que consideram ser esta história verídica que, após o lançamento do filme, em 1971, a verdadeira Dorothy teria enviado uma carta a Herman Raucher, informando-lhe que havia se casado outra vez, que era muito feliz e que já era avó.

O filme, de 1971, é estrelado por Jennifer O'Neill, belíssima então nos seus vinte e três anos. A curiosidade é que Jenniffer é brasileira: nasceu em 20 de fevereiro de 1948, no Rio de Janeiro. Filha de uma inglesa e um irlandês, mudou-se ainda bebê para Nova York.

As informações sobre o filme foram extraídas de http://www.65anosdecinema.pro.br/Houve_uma_vez_um_verao.htm.

Um comentário:

** L. ** disse...

OLÁ, O NOME DO MEU BLOG MUDOU PARA: www.outracoisaumacoisa.blogspot.com

Pesquisar este blog